Estratégias

Serviços que são essenciais para o bom funcionamento de uma clínica de saúde.

A diversidade de serviços oferecidos por uma clínica de saúde é essencial para seu bom funcionamento.

Serviços que são essenciais para o bom funcionamento de uma clínica de saúde.

Tratando-se de clínicas, não é diferente. Cuidar dos pacientes é, de fato, o objeto principal do negócio, mas sem um controle financeiro adequado do que entra e o que sai, pode acabar gerando problemas futuros.

Quer saber como realizar uma Gestão Financeira em sua clínica? Então, leia o post até o final e saiba tudo sobre o assunto.

Gestão Financeira: o que é e por que é importante?

Antes de tudo, podemos entender que a Gestão Financeira nada mais é do que a forma correta de avaliar, analisar e decidir possíveis estratégias que se relacionam com os recursos financeiros que giram em torno de um negócio.

Em outras palavras, a Gestão Financeira dispõe de ferramentas que ajudam o profissional a controlar o seu financeiro e, consequentemente, aumentar os seus ganhos internos.

4 dicas de Gestão Financeira que você precisa aplicar em sua clínica

Agora, iremos listar algumas ações importantes que precisam ser consideradas para um controle financeiro eficiente. Veja, abaixo:

1. Controle o fluxo de caixa diariamente

Essa etapa é muito importante na hora de realizar a Gestão Financeira da sua clínica, pois não ter um registro detalhado sobre as entradas e saídas, poderá causar prejuízos e desordens financeiras a curto prazo.

Com um fluxo constante de pacientes, o indicado é elaborar um prazo determinado para conferir com precisão o fluxo de caixa. Através dessa análise, é possível entender o status do rendimento da clínica e quais foram os maiores custos no período estimado.

2. Use Tecnologia da Informação

Investir em um software que auxilia constantemente o fluxo de custos e receitas, pode poupar o tempo com cálculos complexos. Em consequência, você terá um rendimento mais efetivo em sua clínica, enquanto o dispositivo coleta, analisa e mensura os dados financeiros do seu negócio.

3. Não misture suas contas pessoais com o seu profissional

É muito comum encontrarmos donos de clínicas tendo hábitos rotineiros de realizarem pagamentos de contas pessoais e profissionais simultaneamente. Por mais inofensiva que essa prática possa ser, essa mistura profissional com o pessoal traz mais custos e prejuízos para a clínica, uma vez que não há o controle efetivo de gastos, lucros e investimentos do negócio.

Portanto, o fluxo de caixa precisa estar alinhado apenas às necessidades da clínica, para que os dados não sejam perdidos e confundidos por outros tipos de transações.

4. Separe valores para pagar e valores para receber

Realizando essa separação de forma taxativa, é possível fazer estimativas e previsões em relação ao orçamento de cada período. Assim, será mais fácil evitar que as despesas fiquem maiores do que os investimentos, por exemplo.

Conforme vimos, é crucial adquirir hábitos de realizar um planejamento financeiro eficiente na sua clínica, tanto para gerir melhor os seus gastos, quanto para criar estratégias que possibilitem o aumento contínuo dos rendimentos.

Agora que você já conhece todas as dicas úteis para o seu negócio, que tal ampliar o seu conhecimento sobre o assunto? Para continuar lendo, acesse o nosso blog e conheça outras dicas importantes para a sua clínica.

Precisa de ajuda?

Obtenha respostas para perguntas comuns e acesse o suporte de serviço.

Ver perguntas frequentes
Atendimento via email
comercial@nemasaude.com.br